Blog

mind-body-connection

A relação entre a saúde física e mental

A relação mente-corpo descreve a interligação entre a saúde física e a mental. Cuidar de nós mesmos pode melhorar significativamente o bem-estar.

Muitos de nós tendemos a ver a mente e o corpo como aspetos separados. Tratamo-los até individualmente, procurando um médico para os problemas físicos e um terapeuta para os mentais. No entanto, os cientistas têm descoberto cada vez mais relações entre ambos.

Uma mente saudável faz com que o seu corpo trabalhe melhor, e um corpo saudável melhora o seu bem-estar mental. Juntas, estas duas áreas formam uma unidade chamada “relação mente-corpo”. Esta é uma subcategoria medida pelo MHQ (Quociente de Saúde Mental). Cuidar desta importante relação pode melhorar significativamente o seu bem-estar geral.

Ter uma boa relação mente-corpo significa que normalmente consegue:

  • Ter uma boa noite de sono e acordar repousado
  • Coordenar os movimentos corporais (como ter uma boa coordenação entre os olhos e as mãos, por exemplo)
  • Ter a energia mental, emocional e física necessária para as tarefas diárias
  • Controlar os hábitos alimentares, para que possa manter um peso saudável e constante
  • Lidar com o stresse de um modo produtivo

Por outro lado, se a relação entre a sua mente e o seu corpo estiver fragilizada, poderá:

  • Ter muitas constipações, tosse ou infeções
  • Ter sintomas físicos (como problemas digestivos), sem causa aparente
  • Desenvolver doenças crónicas ou sentir dor frequente
  • Sentir-se muitas vezes cansado e sem energia
  • Ter menos desejo sexual

Compreender a relação mente-corpo

A sua mente e o seu corpo interagem de muitas formas. Uma delas é a relação bidirecional que existe entre a saúde dos intestinos e a saúde mental, regulada pelo eixo intestino-cérebro. Aqui, a ideia é que o seu estado mental pode influenciar os sintomas físicos dos intestinos e, da mesma forma, a saúde dos intestinos pode influenciar a sua saúde mental.

Outros estudos também sugerem uma importante ligação entre o funcionamento do sistema imunitário e a saúde mental, especialmente os sintomas de humor em desordens como a depressão. Isto revolve uma vez mais em torno da natureza bidirecional desta relação – por outras palavras, não é apenas o modo como o seu estado mental pode afetar o funcionamento imunitário, mas também como o funcionamento imunitário pode afetar o seu estado mental.

Além disso, o modo como pensamos, enfrentamos e respondemos ao stresse e o modo como encaramos os problemas de saúde física pode afetar a relação mente-corpo.

Por exemplo, as pessoas podem responder de forma muito diferente aos mesmos gatilhos. Uma pessoa pode perceber uma crítica ao seu trabalho como um desafio para melhorar as suas competências ou provar que a crítica não tinha fundamento. Outra pessoa pode responder ao mesmo tipo de crítica repreendendo-se mentalmente e preocupando-se constantemente com ataques futuros. Isto pode provocar um aumento da frequência cardíaca, uma alimentação pouco saudável ou dores de cabeça.

Outro exemplo é o de quem sofre de dores crónicas. Por vezes, as pessoas têm dores constantes ou intermitentes, causadas por um problema físico. Se conseguirem aceitar a dor como um incómodo, ao mesmo tempo que trabalham para se tornarem mais saudáveis, será maior a probabilidade de ela vir a melhorar ao longo do tempo. Por outro lado, se ficarem frustradas, ressentidas e até zangadas com a dor, estes pensamentos e sentimentos podem piorá-la e aumentar a sua frequência. A frustração pode impedi-las de trabalhar para se tornarem mais saudáveis.

O stresse constante, os problemas emocionais e um pensamento tendencialmente negativo também podem aumentar a pressão arterial, enfraquecer o sistema imunitário e até encurtar o tempo de vida.

Como melhorar a relação mente-corpo?

Mudar o modo como lida com problemas emocionais e responde aos problemas físicos é uma das formas mais eficazes de melhorar a sua saúde geral. Se está a passar por dificuldades noutras áreas do seu bem-estar, como o humor e a perspetiva, procurar apoio para isso também pode contribuir para uma melhor relação mente-corpo.

Há determinados tipos de terapia, como a terapia cognitivo-comportamental, ou TCC, que podem ajudá-lo a mudar padrões de pensamento negativo que estejam a piorar o seu bem-estar mental. Podem ainda ajudá-lo a lidar com os obstáculos que o impedem de cuidar das suas necessidades de saúde física.

Outras formas básicas de melhorar o bem-estar incluem seguir uma alimentação saudável, dormir o suficiente e fazer exercício físico regular. Cuidar do corpo é uma forma de proteger a mente. Vários estudos mostram que há casos em que fazer mais exercício físico pode ajudar a aliviar a depressão. Além dos muitos benefícios físicos que são do conhecimento geral, o exercício pode melhorar as ligações entre as células nervosas, ajudando o cérebro a trabalhar melhor.

Muitos estudos salientam igualmente as vantagens da prática da atenção plena, que pode ajudar a reativar o cérebro e a melhorar o modo como responde ao stresse. Quem pratica a atenção plena diz muitas vezes sentir-se menos reativo, mais capaz de responder a situações difíceis e menos tenso em geral, mesmo que as suas circunstâncias não se tenham alterado.

Se tem sintomas graves, é importante discuti-los com o seu médico de família. Falar com um terapeuta pode ajudá-lo a lidar com problemas de saúde mental não tratados, além de o ajudar a cuidar da sua saúde física. Se precisar de ajuda ao aceder aos serviços, pode ligar para as Linhas de Crise do Serviço Nacional de Saúde, se residir em Portugal

Há várias opções que lhe permitem começar desde já a melhorar a relação mente-corpo. Há muitas atividades que conjugam estrategicamente as atividades mentais e físicas. Alguns exemplos incluem o ioga, aprender um novo estilo de dança (o que ajuda o corpo e o cérebro), tai chi ou simplesmente passear de modo consciente. Se tiver menos acesso a atividades na sua zona, devido ao distanciamento social, considere a hipótese de assistir a aulas no Zoom, experimentar uma nova atividade ou assistir a vídeos de exercício online. Este pode ser o momento mais importante para cuidar da sua saúde física e mental.